Skip to content

PROGRAMA DE PLANTAS MEDICINAIS DA FLORESTA

Terapias da Floresta

CRIANDO TERAPIAS DA FLORESTA

Terapias da Floresta é a nova versão do programa Medicina da Mata que remonta duas décadas de interesse e experiência em Iracambi com as plantas medicinais da floresta. Muitas pessoas da nossa comunidade tem grande conhecimento sobre as plantas e seus usos, e nosso objetivo é de aprender com eles, a ajudar a preservar esta sabedoria tradicional.

Ao mesmo tempo Iracambi faz parte de uma rede nacional da renomada fundação governamental Fiocruz – chamada RedesFito: que visa catalogar as plantas medicinais em todos os biomas, além de encorajar as comunidades a trabalhar com plantas medicinais de maneira sustentável. Também colaboamos com a Universidade Federal de Viçosa sobroe pesquisas. Verifique o artigo sobre  Crotonurucurana (Sangue de Drago, aqui

Gostou desta idéia?

Apoie este projeto
DÊ UMA MÃO!

Assegure o futuro deste projeto

Faça sua parte
seja nosso futuro

A propagação de conhecimento e uso da flora medicinal da Mata Atlântica é uma metodologia de conservação desse bioma. Se não preservamos a Mata Atlântica, perdemos sua riqueza medicinal, mas também se não conhecemos e usamos suas plantas medicinais- colocamos esse bioma em risco. É mais fácil preservar aquilo que se conhece e que se tem interação diária. 

O Terapias da Floresta possui 2 metas a longo prazo:

  1. Promover a conservação das plantas medicinais da Mata Atlântica.
  2. Fomentar interesse por fitoterapia e fitocosmética das plantas medicinais da Mata Atlântica.

Para atingir essas duas metas, o Terapias da Floresta possui 4 pilares de projetos- considerando as plantas nativas da Mata Atlântica:

1)Educação de plantas medicinais e seus produtos derivados: vídeos educativos e workshops: educação sobre como reconhecer e utilizar plantas medicinais. 

2)Levantamento botânico e etnobotânico:  catalogação da flora medicinal por meio de herbários e visitas à famílias rurais para melhor conhecer sobre as plantas medicinais locais e seus usos. 

3)Conservação das plantas medicinais locais: monitoramento e propagação de plantas medicinais que estão perdendo seu habitat.

4) Estudos de bioprospecção de plantas medicinais: pesquisar fórmulas e elaborar fitoterápicos e fitocosméticos no nosso laboratório. Escrever artigos sobre isso ou fazer vídeos-relatórios.

Vernona polysphaera (assa peixe)
Vernona Polysphaera (Assa peixe)
Stachytarpheta angustifolia (Gervão)
0
estimative das plantas medicinais no mundo
0
pesquisadores, estagiários e voluntários
0
plantadas medicinais que podem ser usadas no Brasil (ANVISA)
0
pessoas impactadas em 9 municípios beirando o Parque Estadual

Se você ou sua empresa tiver interesse em patrocinar nossos programas, por favor leia mais sobre nossas oportunidades corporativas.